You are currently browsing the monthly archive for abril 2007.

Ontem eu estava comentando num bar com um amigo algo que via percebendo há algumas semanas nos noticiários da tv, e hoje não foi diferente.

Pode prestar atenção: nos telejornais sempre há duas notícias em comum: Homem bomba explode no Iraque levando um monte pro saco e alguém é vítima de bala perdida no Rio de Janeiro.

Podiam fazer com o Rio o mesmo que fizeram em Fuga de Nova Yorque: Evacuar a cidade, depois cercá-la totalmente e depois transformá-la numa prisão. Como dizia o cartaz do filme: Sair é impossível, ficar é loucura.

O título acima é de um filme bagaceiro de terror. Nele, um cara tenta sobreviver uma noite numa casa no meio do mato, sofrento ataques de seres sobrenaturais. Eu não precisei matar ninguém, mas minha noite chegou perto disso.

Como falei anteriormente, hoje eu iria sair com um amigo e o programa do dia seria um teatro ou um cinema. Eu fui me fodendo antes mesmo de sair de casa.

Pedi pro meu pai me levar até a estação de trem de Poá, que é longe pra caralho de casa. Como ele não queria deixar de assistir o futebol, resolvi ir a pé. Resultado: 40 minutos de camelada.

Chegando na Paulista, nós vimos que a peça estava esgotada, então resolvemos assistir o documentário Cartola. Como a filme já havia começado, resolvemos tomar uma cerveja e esperar até a próxima seção.

Na hora de ir embora cada um foi pro seu canto. O plano era descer no Brás e pegr o trenzão até Poá, mas eu resolvi me dar ao luxo de gastar um pouco mais e pegar um ônibus no Metrô Vila Matilde. Foi o que fiz.

Depois de aguardar no ponto por cerca de uma hora, fui informado que o ônibus que vinha foi assaltado e o próximo só viria à 1 da manhã. Nisso já era 23:30, então resolvi pegar umâ lotação que passa perto da Av. São Miguel, e de lá eu pego outra condução pra ir pra casa.

O que esse idiota não viu é que pegou a lotação errada, parando um pouco longe do lugar que eu queria. A solução foi dar uma corridinha até a avenida. quanto eu tava virando uma esquina, dou de cara com uma viatura. Ela jogou o farou em mim e me mandou parar. Meu plano de chegar um pouco cedo no ponto de ônibus foi pro buraco.

Depois de um enquadro básico, resolvi ir andando pro ponto (vai saber né!). Chegando lá, esperei por cerca de 1 hora um ônibus intermunicipal, que me levou os meus últimos R$ 3,50 na porra da passagem.

O foda dessa linha de ônibus é que ela me deixa muito, mas muito longe de casa. (lembra dos 40 minutos lá em cima? Multiplique por 2). E não acabou! Quase chegando em casa, passou um carro do meu lado cheio de marmanjo gritando “aê viadinho!”. Pensei em toneladas de palavrões, mas me contentei em apenas mandá-los tomar no cú.

Chegando em casa, burro que sou, lembrei que não tinha a chave de casa. tive que pular o portão e acordar minha mãe. Depois de uma enrrabada dela, finalmente entrei em casa.

**********

Atualmente estou lendo O Mundo de Sofia. Hoje, no metrô a caminho da Av. Paulista, me dearei com uma frase no mínimo intrigante:

“Assim como certas religiões do mundo chamam de ateus os homem que não acreditam num Deus pessoal além de si mesmos, dizemos que é ateu aquele que não acredita em si mesmo. Não acreditar no esplendor da própria alma: isto é o que chamamos de ateísmo.”

Será que isso é um sinal? Será que eu tenho que refazer as pazes com JC e seu pai? Será que é a resposta pela minha falta de coragem em falar certas coisas, em “ser” homem?

Faz cerca de meia hora que assisti ao último episódio de Heroes e tô até agora tentando colocar o queixo de volta no lugar. Muito bom! Então já sabe: Se você acompanha a série e não quer saber o que aconteceu, então vá acessar sites mais interessantes. Se você não acompanha, então vamos em frente.

Apesar de curta, a cena de luta entre Sylar e Peter foi muito foda. Teve uns efeitos bem bacanas, como o Sylar levitando os cacos de vidro pra jogá-los no Peter, que tava invisível. Apesar de ter dado empate, fico imaginando como seria uma luta pra valer entre os dois.

Linderman continua sendo um filho da puta, mas com um detalhe: ele possui poderes também. Ele possui o poder de curar os outros (apesar de ter feito isso em uma planta morta, tenho quase certeza que isso funciona em humanos também). E o que ele quer fazer com Micah?

Uma parceria interessante foi formada: Sr. Bennet, o “homem radiotativo” e Matt Parker. Escapando da fábrica de papel, eles resolvem rumar para Nova Yorque. Parece que todos os fios da trama se juntarão em breve: Sabemos que Peter Petrelli irá explodir numa explosão atômica, e agora vimos que o homem radioativo irá pra NY. Será que eles irão se encontrar e Peter, que absorve os poderes dos outros, não conseguirá se controlar, causando a explosão? É quase certo!

Issac está morto! Putaqueopariu! Que cena foi aquela? Foi uma cena muito bonita, com ele conversando com o Sylar, dizendo que o estava esperando. Na minha opinião, morreu como herói. Não salvando ninguém e tal, mas só assintindo pra você entender. Sylar é mau, muito mau.

E, como em todos os episódios da série, o melhor ficou pro final. Hiro, 5 anos no futuro, está em NY devastada pela explosão de Peter e encontra quem? Hiro do futuro!

Pra acabar: acabei de assitir um vídeo no youtube com 4 minutos do 20º episódio, que parece se passar totalmente no futuro, e parece que veremos, além de Hiro do futuro, também o Sr. Bennet e Peter. Sentiu falta de alguém? Saiba que nesse futuro Ando está morto!
Bem, deixa eu colocar meu queixo no lugar, porque a baba já tá começando a me atrapalhar.

Com os trabalhos de facu deram um tempo nesse feriadão, resolvi praticar meu esporte favorito.

Começou com Doom 3. A cada fase que passo, o cagaço só aumenta. Ainda vai chegar o dia que eu me levanterei da cadeira e me sentirei todo borrado. Depois fui dar mais uns tiros, só que trocando o ambiente claustrofóbico de uma base em Marte pela praia da Normandia. Assinti Band of Brothers esses dias e acho que voltou um pouco meu interesse pela 2º guerra. Então fui jogar Medal of Honnor e arregaçar açguns nazistas.

Como disse há alguns dias, eu receberia visita de amigos que, assim como eu, são profissionais da arte de manejar um joystick. Então eu tive que dar uma treinadinha básica em Guitar Hero II, pra depois não passar vergonha na frente das visitas.

O jogo do dia foi WRC Rally Envolved. Isso que é jogo de rally, não aquela vergonha que foi Sega Rally 2006 (PS2). Gráficos super realistas, chegando perto de Gran Tursmo 4 e o melhor, com narração em português. Tá certo que é de Portugal, mas já é um começo. Mas o foda é ter que aguentar o co-piloto dizento “o pá, vire à direita”, “gajo, vire à esquerda” e “tu achas que consegues ganhar”.

Aproveitei para devolver uns jogos, emprestar outros e pegar mais alguns emprestados. As aquisições foram The Godfather e Shadow of Colossus.

Depois disso teva a famosa troca de arquivos. Pen drivers e HDs trabalharam como loucas hoje. Minhas aquisições? A trilha sonora completa de Guitar Hero 1 e 2, além do último episódio de Heroes.

Eu sou muito fã de tirinhas de jornal. as minhas preferidas são Níquel e Náusea, as do Adão Iturrusgarai e as do Chiclete com Banana. Também sou fã das tirinhas de Calvin e Haroldo, mas não tanto como um grande amigo meu.

Em seu blog ele colocou um link de um vídeo muito legal sobre sua tirinha mais amada. Eu, num serviço de utilidade pública, coloco esse link por aqui também.

http://www.youtube.com/watch?v=ony1FfhUHj8

Aproveitem.

Isso deve ser o que todos estão falando pra mim. Seja homem. E o pior de tudo é que eu to tentando. Juro.

Mas não tá sendo fácil. Nunca tive facilidade de fazer essas coisas. Não entendeu? Vamos lá.

Isso não é fácil de explicar. Mas acontece. Você simplesmente acorda e percebe que aquela pessoa que senta do seu lado no ônibus, aquela que trabalha com você ou a sua amiga da escola é uma pessoa especial e você quer muito abraçá-la, passar a mão em seu cabelo, beijá-la e olhar bem dentro de seus olhos verdes sem ter que desviar o olhar depois.

É aquela pessoa que você conhece e respeita, tem uma amizade incrível e BUM! De uma hora pra outra você começa a olhá-la com outros olhos e a reparar em coisas que você achava totalmente normais. O jeito que o cabelo dela se mexe, como os olhos dela se fecham quando ela dá risada… Ah, os olhos!

Isso ta acontecendo comigo há um pouco mais de uma semana. Simplesmente acordei assim, diferente. E to tentando ser homem desde esse dia. Calma, vou chegar lá. É que nunca fui desses caras malandros, bons de papo, que chegam em alguma mulher e, com 5 minutos de papo, já conseguem o que querem. Não, não sou esse tipo de homem.

Acho que ela sabe o que estou sentindo, mas deve estar confusa quanto a tudo isso. Até alguns dias eu era apenas um amigo e agora sou um amigo que a chamou duas vezes pra sair, mas os trabalhos da facu não deixaram. Eu também estou confuso, e muito. Além disso estou com medo também. Medo de perder sua amizade, que é uma das maiores que já tive.

Eu tenho amigos. Ótimos amigos. Muitos deles sabem pelo que estão passando e estão me ajudando MUITO. São meus cupidos. Tenho muito que agradecer a eles. Mas sei que eles não podem fazer tudo por mim, e vai chegar a hora que eu tenho que tomar uma atitude. Tenho que virar homem.

E agora, entendeu?

Depois de adiar a estréia, a Record finalmente marcou a chegada de House ao canal: será no dia 3 de maio, próxima quinta-feira, sempre à 0h. House é um seriado hospitalar, mas não é daqueles chatos tipo E.R. e Grey´s Anatomy. Tá mais pra um CSI, só que num hospital.

Pelo visto a estréia acontecerá logo após a estréia de O Aprendiz 4.

**********
Mesmo assistindo a apenas um episódio da 3º temporada de Lost, eu sei tudo que acontece na série, graças as minhas pesquisas na internet.

Na 3º temporada conhecemos muitos dos costumes dos Outros, descobrimos que há um submarino na ilha, descobrimos outras estações de pesquisa, cercas invisíveis que o monstro de fumaça não pode atravessar, além de muitas tramóias e blá blá blá. Uma descoberta interessante é que John Locke e Sawyer têm muito em comum. Calma, eu explico:

Num flashback do careca descobrimos que seu pai, depois das maracutaias que se meteu, também andava dando golpes em mulheres casadas. E sabemos que, quando criança, a família de Sawyer (que na verdade se chama James Ford) foi vítima de um golpe parecido de um cara chamado Sawyer. No último episódio sobre Locke vimos que sabe-lá-deus-como seu pai foi preso pelos Outros e que eles o entregarão ao Locke, pois eles tem “coisas pra conversar”. E no penúltimo episódio, Lock encontra Sawer e pede para que ele o siga até uma pessoa, pois essa pessoa têm contas a pagar para eles.

No último episódio nos E.U. e A. temos os flashbacks de Sun e Jin e descobrimos que o pai do filho de Sun é realmente Jin (ops, escapou) e chegou a cair na ilha uma pára quedista que fala muitas várias línguas, inclusive o português. Lembram-se do último episódio da segunda temporada, com aqueles dois caras falando em português? Durante o episódio vemos Charlie, Hurley e o “Brotha” Desmond cuidando dela, que está ferida. No finalzinho do episódio, ela e Hurley travam um rápido diálogo. A pára quedista então pergunta quem ele é. Quando ele diz que é Hugo Reyes, sobrevivente do acidente do vôo 815, ela olha para o gordão e dispara: “Vôo 815, que partiu de Sydney? Não é possível… Eles acharam o avião. Não havia sobreviventes. Estavam todos mortos”. Espantado, Hurley pergunta: “O quê?”. E o episódio termina.

Uhuhuhuhuhuhuhuh… Quem acompanha as teorias conspiratórias sobre a série deve se lembrar de uma bem conhecida, que diz que os sobreviventes estão mortos e foram parar numa espécie de purgatório. Mas isso já foi desmentido pelos produtores. De fato, há muita coisa na ilha que é “real”, como Cds e DVDs na vila dos Outros, estações de comunicações, armas, walkie talkies que os Outros usam e já foi mostrado que eles tem acesso ao mundo exterior pelo submarino, além de poderem receber até sinal de tv por lá. Sem falar nos carregamentos de comida que chegam de pára quedas à ilha, como foi mostrado num episódio da 2º temporada. E agora, quem está certo: os produtores ou os fãs?

Os produtores queriam também trazer de volta à série, no último episódio, Michael e Walt (Cirilo!!), mas o ator que interpreta Michael não quis mais participar da série. Uma pena.

E vem mais coisa pela frente. Foram confirmadas pelo menos 5 mortes de sobreviventes nos últimos episódios. Charlie é um deles e talvez Kate também. E também o grupo de sobreviventes vai entrar em conflito, formando dois grupos diferentes. Um será liderado por Jack, o outro talvez por Sawyer ou Locke. Parece quem que dizia que a séria havia ido pro buraco realmente vai ser pego de surpresa, pois os últimos episódios são realmente fodásticos.

**********
Assim como os veículos, às vezes precisamos recarregar nosso estoque de álcool. Hoje foi um desses dias. Parece que o grupo inteiro simplesmente esqueceu que hoje iríamos a uma pizzaria, e eu tava muito a fim de conversar, bater um papo, essas coisas, mas pensei em não relembrar ninguém disso.

Resolvi seqüestrar dois amigos e ir pro bar do Vovô tomar alguma coisa, pra pôr a conversa em dia. Tirando o fato de umas malas ficar cantando num volume absurdo, até que deu pra dar boas risadas e falar bastante besteira. E encher o tanque, é claro.

E saí de lá com uma dúvida? Quando, em nome do Deus que não creio, poderei pagar alguma bebida ao Júnior?

**********
Não importa o que os outros digam. Snake Plissken é o herói mais fodão dos filmes dos anos 80. Esqueça Rambo. Esqueça Bruce Willis. Esqueça Lee Roy (Quem é o mestre, Lee Roy?). Esqueça qualquer um.

Ah, esqueça também a continuação do filme. Fuga de Los Angeles nunca deveria ter existido. Fique somente com o original.

Hoje, depois de muito trabalho e dedicação, foi a entrega e apresentação do simulado de campanha. Duas agências tiveram que competir, que eram a Ativa e a Efeito, duas das três melhores agências da sala. Como disse o professor: foi páreo duro.

Antes da apresentação houve ainda muita correria. Eu fiquei o dia todo no centro da cidade, pois tive que encontrar com uma amiga que imprimiu o trabalho e tive que levá-lo na gráfica e aguardar a entrega. Enquanto isso, o resto do grupo preparava a apresentação.

Passeando no centro resolvi ir num sebo ver se achava algum VHS interessante (pro meu gosto cinematográfico, é lógico!). Acabei achando Drácula de Bram Stocker e Colheita Maldita 666. Acabei desistindo da compra e fui parar a Lojas Americanas, e só sai de lá com dois DVDs: Fuga de Nova York e Monty Phyton em Busca do Cálice Sagrado. Sei que vou me foder depois porque to desempregado, mas isso é mais pra frente.

O trabalho ficou maravilhoso. Não querendo me gabar, mas faço muito bem o que faço, e a parte gráfica, assim como as peças, capa e acabamento ficaram fodas. Não sei se a Efeito fez algo parecido, mas acho que igual ao nosso trabalho não há igual.

Depois de morrer de calor o dia inteiro, a apresentação foi um sucesso. Tenho certeza que fomos melhor que a agência concorrente, apesar do trabalho deles ter sido muito interessante.

Finalmente um dos trabalhos mais importantes do semestre foi entregue. Agora só há alguns trabalhos de pequeno porte, coisa que em um final de semana está feito. Teremos nosso foco principal voltado para as pesquisas do Shopping Metrô Tatuapé, que talvez seja feita nesse final de semana. Mas acho que, por ora, posso dormir mais tranqüilo.

**********
Receber elogios é sempre bom. E fazer é melhor ainda. Ainda mais pra quem você gosta. E é ótimo ver que ela gostou. Já pensou que foda seria se fosse igual a aquele comercial do Halls?

Esse post contém spoilers sobre o último episódio da 2º temporada de The 4400. Se você acompanha a série e ainda não o assistiu, vá fazer algo de interessante.

Assisti ao último episódio e só tenho isso pra falar: foi demais. Totalmente não recomendado para pessoas que sofrem do coração. O que foi aquilo? Kyle Baldwin se entregando pelo assassinato de Jordan Colier! Diana comentando que finalmente tudo tinha acabado, e a Maya vai e solta o seguinte diálogo:

Maya: Ainda não acabou, está apenas no começo.
Diana: Começo do que?
Maya: Da guerra.

Uhuhuhuhuhuh. Vem coisa grande pela frente. E agora que todos os 4400 receberam uma vacina contra o soro que o governo injetava, que impossibilitava o desenvolvimento de seus poderes, vemos que muitos personagens que até então não tinham nada podem desenvolver poderes bem interessantes. É só ver Richard e seu novo dom de mover as coisas com a mente.

E aquela seção tipo “Exorcista” que Shawn fez em Kyle? E pra terminar com chave de ouro: Kyle se entregou por ter matado Jordan, mas e como ele aparece vivo, todo barbudo e cabeludo, no local onde os 4400 foram entregues de volta? Mistééééério…

O pior é que eu assisti uma vez um episódio da 3º temporada, que me deu uma idéia do que vai acontecer com alguns dos personagens principais. Um teaser: dois deles vão morrer. Quem? Eu sei, mas isso é só quando sair a caixa da 3º temporada.

Levei as peças pra uma gráfica lá na República. Fui atendido por uma mina mal comida, que reclamava toda hora que os arquivos estavam pesados demais e falando que eu devia ter salvo em pdf. Foda-se. Imprime essa porra e cala a boca.

**********

Ponho na Band e quem vejo lá? Gilberto Barros, o terror das noites e cover do Leôncio do Pica Pau. Acho que significa que os filmes que passavam na terça feira acabaram.

**********

Acho que posso dizer que tenho 4 amigos que são os irmãos que nunca tive, aqueles a quem eu daria um rim. Sábado vai rola muito vídeo game com dois deles, e domingo vai rolar um teatro com mais um. Trabalhos de faculdade, dêem um tempo!

**********

Hoje é dia de assistir o último episódio de The 4400. Ontem de madrugada me segurei pra não assistí-lo, ainda mais com o desfecho do último episódio. Mas desliguei o DVD e guardei o melhor pedaço do bolo pra mais tarde.

**********

Só na novela da Record tem uma favela que todas as pessoas são branquinhas e tem uma ou outra mulher feia ou de cor. Só tem modelo lá. Imagina como deve ser os bairros ricos de lá?

**********

Amanhã é o dia da apresentação do simulado de campanha. Tenho certeza que seremos melhores que a agência concorrente e ganharemos a conta do Bolla Valpolicella. To muito confiante, principalmente nas parte de criação e nos planejamento de mídia, campaha, marketing e comunicação. A concorrência vai tremer de medo!

**********

Alguém já assistiu a nova propaganda do Bradesco, apresentado pelo Rodrigo “Xerxes” Santoro e com a música Eduardo e Mônica ao fundo? E a nova campanha do Pão de Açúcar, com a narração do Arnaldo Antunes?

**********

Doom 3 tá me dando muito cagaço na frente do computador. Faz muito tempo que um jogo não me passa um medo tão grande!

Mais de 1/4 de século vivido, formado em publicidade e amante de games, música e pop!

Na estante

tripulacao-de-eaqueletos-stephen-king

Twitter

abril 2007
S T Q Q S S D
    maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30