Eu juro que se eu tivesse uma arma, eu parava e dava um tiro na cabeça de todo baiano, preto e filho da puta que fizesse uma cagada de trânsito na minha frente. Eu juro.