Eu mal falo com as pessoas. Eu chego ao trabalho já pensando na hora do almoço, e depois do almoço começo a pensar na hora de ir embora. Só que quando chega a hora de ir embora eu não quero ir pra casa, mas também não quero ficar no trabalho, nem pegar um cinema, nem tomar um chopp ou ir ao Burger King.

Eu não leio mais os meus blogs preferidos (e ninguém lê esse blog também, eu sei). Meu videogame ta queimado faz quase um mês. As dívidas acumulam a cada mês, e eu impotente não posso fazer nada. Quando chega o fim de semana, acordo ao meio dia e passo o tempo todo com a mesma roupa, sem pentear o cabelo, trancado dentro do quarto. Tenho vários assuntos pendentes e fico adiando sua resolução. Coisas simples, como arrumar minha coleção de DVD em ordem alfabética, e outras mais complicadas, como dar um sentido ao que sinto e penso.

E enquanto isso a foice se aproxima do meu pescoço.